quinta-feira, 12 de abril de 2012

Educação: o progresso de uma nação - II

     Acredito que a educação é o caminho para a consolidação do Brasil como potência mundial, bem como, acredito que o modelo de política educacional a ser adotado definitivamente em nosso país, deve ser indutor de uma educação formadora de cidadãos capazes de operar as transformações que a nação necessita. Promover o desenvolvimento através do saber e promover a diminuição das desigualdades sociais, nos conduzirá ao patamar de nação desenvolvida. Mas como chegar lá ?!?

     O princípio orientador do PMDB para a educação é pela sua universalização e pela universalização do conhecimento Libertador, ou seja, o PMDB defende o acesso da totalidade da população à educação de qualidade e a consequente capacitação de cada cidadão, em condições de igualdade, para um futuro mais justo e digno.  O PMDB defende “fazer, a partir da transformação do ensino médio, uma revolução de qualidade do ensino público em todos os níveis”, além disso, “adotar um ensino capacitador, com foco no básico – análise verbal (português) e análise numérica (matemática)”, como também, “universalizar o turno de seis horas nas escolas públicas, principalmente no nível de ensino fundamental” e  “priorizar a inclusão digital como complemento indispensável às iniciativas prioritárias na área de educação”. 

     Os pontos abordados acima, fazem parte da síntese das idéias que formam o documento “PMDB - Um Programa para o Brasil”. Esses pontos estão alicerçados no entendimento de que o Estado brasileiro precisa investir mais por aluno do estudo fundamental e precisa criar um escola que seja o principal objetivo do jovem brasileiro, iniciando assim a idéia da universalização da educação. Os profissionais da educação precisam estar à frente dessas mudanças, precisam ter protagonismo e condições reais para cumprirem sua  missão de incluir o povo brasileiro no “mundo do saber”. Nossos políticos e gestores precisam se comprometer com essa idéia, sob pena de permitirem o atraso do Brasil em relação a outras Nações e nosso povo precisa entender a importância do voto para a promoção dessas mudanças, sob pena de continuarmos permitindo o aumento crescente da desigualdade social brasileira.


Bernardo Ariston

Nenhum comentário:

Postar um comentário